Viajar para o Ártico | 5 coisas que você precisa saber antes de embarcar

17 abril 2018

ESCRITO POR: MONICA VIANA

Viajar para o Ártico para ver a Aurora Boreal, não é uma viagem muito comum entre viajantes, o Ártico é repleto de lugares inóspitos, as necessidades de logística e equipamentos encarecem a viagem. É de conhecimento geral, que os países localizados ao norte do planeta têm um custo de vida altíssimo.

Veja as 5 dicas antes de viajar para o Ártico e tenha uma viagem mais tranquila

Viajar para o  Ártico não é um destino comum de um “turista normal”, geralmente pessoas que se aventuram nestes locais tem razões muito especiais para conhecer estes destinos. É muito difícil uma pessoa que nunca viajou para o exterior escolher o Ártico como a primeira experiência de turismo a não ser por um destes motivos.

Denomina-se Círculo Polar Ártico toda a região que engloba o extremo norte do planeta, cujas principais áreas englobam:

  • O norte-americano do Alasca;
  • O norte do Canadá;
  • O sul da Groenlândia;
  • O Extremo Norte da Islândia (ilha de Grímsey);
  • O norte da Escandinávia;
  • O norte da Rússia;

Viajar para o Ártico deve ser uma escolha pensada e planejada, especialmente durante o inverno, quando sua beleza é específica, intensa e significante.

Algumas observações para tomar nota antes de viajar para o Ártico:

Em qualquer viagem que fizer, é sempre bom obter algumas informações antes de chegar ao destino e se deparar com o inesperado, ou chegar no local desejado despreparado, então vejam algumas dicas de viagem a seguir, e façam uma viagem sem medo.

1 – Não é tão frio assim como todo mundo diz

É engraçado como eu ouço das pessoas que elas não viajariam para o Ártico, porque é “muito frio”. Mas como afirmam isso se nunca foram? Mas também não vou desmentir e dizer que não é frio. É claro que é, mas viajar para o Ártico para ver a Aurora Boreal é uma decisão muito técnica.

Você deve saber como se vestir adequadamente, não adianta colocar várias camadas de roupas de tecidos aleatórios, que não tenham função térmica ou protetora.

Eu diria que não deixar o frio atrapalhar a sua viagem depende de duas habilidades suas:

  •  Saber em qual/quais partes do corpo você mais costuma sentir mais frio;
  • Montar as camadas de roupas adequadamente e enfatizar a sua parte mais “friorenta”;

Cada um sente frio em um determinado lugar e de diferentes maneiras, então é importante aprender a conhecer seu corpo e suas sensações. Todos me perguntam porque eu não uso toca durante as viagens pelo Ártico, mas eu realmente não sinto frio na cabeça. O lugar do corpo em que eu mais sinto frio é o pescoço,  se eu o mantenho  aquecido sei que o resto também estará.  O Marco Brotto costuma sentir pouco frio nas mãos e já está acostumado a fotografar sem luvas, mas algumas pessoas não aguentam nem 2 minutos sem luvas.

A experiência de identificar quando as pessoas não estão se sentindo aquecidas é muito interessante. Em uma oportunidade um dos nossos participantes estava com muito frio, e começou a arrancar suas blusas e em pouco tempo através de algumas técnicas, ele já começou a se aquecer. Foi incrível. Chegou a ser engraçado o susto que tomamos quando ele fez isso. Estando conscientes disso, as chances de passar frio em uma viagem para o Ártico diminuem consideravelmente, então chega de desculpas como essas de “não ir para o Ártico por medo de passar frio”, né gente?!

Vejam essa foto das meninas de calça jeans, Expedição Alaska, Setembro – 2017.

Viajar para o Ártico ver Aurora Boreal

2 – Você irá perceber a influência da cultura local

É uma descoberta distinta que nos faz ver a vida sob um novo prisma. No Ártico percebemos que tudo é mais escasso e caro. Isso acontece devido a dificuldade da população local em cultivar os seus próprios alimentos.

O motivo? No Ártico o frio dura quase metade do ano, e por consequência disso, o solo acaba se tornando infértil. Não existem pastos de gado e plantações de trigo como vemos aqui no Brasil. No Ártico a alimentação é diferente e totalmente influenciada pelo frio, por conta disto, o povo aprendeu a sobreviver com pouco, e não dar tanta importância para fatores como tomar café frio (uma vez que lá é normal o café esfriar rápido), ou comer peixe cru no café da manhã(em uma atitude “é o que temos para hoje”).

A temperatura amena, sem falar da noite polar, torna as pessoas um tanto introspectivas, ágeis e práticas. A individualidade de cada um deve ser respeitada, o brasileiro como um ser “espaçoso e expansivo” é considerado mal educado, em diversas situações.

Retirar os sapatos na casa das pessoas, fechar a porta após entrar em algum lugar, e respeito com o barulho são atitudes obrigatórias. Não é porque está de férias que não deva seguir regras e ter bom senso em suas atitudes.

ver-a-aurora-boreal-viajar-para-o-Ártico

3 – A natureza é diferente de tudo que você já viu

Assim como o frio influência a cultura local, também influência as paisagens.

Se for visitar o Ártico no inverno vai se deparar com aqueles cenários de florestas extensas de pinheiros entre as colinas, rodeados por montanhas cobertas por um vasto manto branco, perfeito e homogêneo de neve, contrastando com o azul de fundo no céu. Anoitece mais cedo e você terá que aprender a lidar com a escuridão na maior parte do tempo. Muitas vezes você olha para o céu e ele está tão branco quanto o manto da floresta, tornando tudo uma coisa única.

Visualizar e presenciar todos estes momentos é surreal, traz novos sentimentos à tona, e você começa a se questionar e questionar diversas coisas. O Ártico faz você ter inúmeros momentos introspectivos. Volta e meia estará pensando em sua vida.

E caso visite o Ártico no verão, irá vivenciar uma coisa totalmente diferente: o Sol da Meia Noite.

As paisagens serão de pinheiros coloridos, e frutas rasteiras na tundra, montanhas marrons com apenas o topo branco, e claridade o dia todo. Os passeios de Setembro, Outubro, Março e Abril geralmente são mais de hikking, conhecer trilhas diferentes, cachoeiras e as casas de campo nos fjords.

Viajar para o Ártico ver Aurora Boreal

4 – Irá ver animais que não veria em nenhum outro lugar

Para os entusiastas de vida selvagem, os animais do Ártico são lindos e podemos vê-los tanto nas florestas, beirando as estradas, onde já vimos muitas renas e alces, como nas reservas naturais. No Alasca por exemplo, é possível ver os ursos marrons, alces e lobos no Denali National Park, visitado durante o ano todo.

Na Noruega, temos o centro de conservação, o parque de animais selvagens do Ártico, e lá é possível ver linces, lobos, raposas brancas e outros animais, além do urso marrom. São todos lindos, e é uma alegria ver estes animais e fotografá-los. Nessas localidades o metabolismo dos animais é respeitado então durante o inverno alguns deles estarão hibernando.

 

Viajar-para-o-Ártico-ver-Aurora-Boreal

5 – Serão as fotos mais lindas que você já registrou

Com todo esse charme e identidade única do Ártico é impossível você voltar pra casa com fotos ruins, inclusive, durante a viagem ao Ártico para ver a Aurora Boreal você se torna “compulsivo”, quer fotografar cada canto que você está vendo, pois em meio a uma natureza como esta, parece que você não pode perder nenhuma parte do que está vivenciando. Tudo deve ser registrado pois se torna lindo e diferente, parece que o branco da neve vem pra limpar e deixar o norte pronto novamente, as poucas cores que se destacam do branco, chamam a sua atenção. Uma casa vermelha no meio da neve, ou uma simples bandeira no topo de um barco, tornam-se especiais e valem a pena o clique! Então prepare o cartão de memórias da sua câmera fotográfica, pois irá precisar de muito espaço para registrar tanta beleza em uma viagem só.

Monica Viana
Monica Viana
Monica Viana, psicóloga, "mãe" de 3 gatos e viajante de carteirinha. Está no terceiro passaporte. Tem um pezinho no Oriente Médio mas se apaixonou pelo ártico nos últimos anos. Já morou em alguns países e fala algumas línguas. Prefere viajar mais de uma vez para um país que amou do que ir para um lugar que não conhece mas que não faz muita questão! Já caçou aurora em todos os países da Escandinávia e no Alaska. É a companheira de viagem de Marco Brotto.

POSTS RELACIONADOS

Aurora Boreal

As 5 mentiras sobre Aurora Boreal (e as verdades por trás delas)!

Nesse post iremos revelar 5 mentiras sobre Aurora Boreal que as pessoas acreditam ser reais, mas que são apenas mitos criados ao longo do tempo e espalhados na internet.
Aurora Boreal

Quer ver Aurora Boreal? Marco Brotto dá dicas de época, lugares e mais sobre a viagem.

Para ver a Aurora Boreal dançando no céu é preciso muito mais que sorte! Para garantir a experiência, é necessário estar com quem sabe como caçar as luzes, sempre com segurança e conforto.
Aurora Boreal

Aurora Boreal no Natal e Ano Novo na Noruega – Fim de Ano, 2016

A Aurora Boreal na Noruega é um fenômeno rico, impressionante, que traz uma energia para a alma, uma luz, uma alegria, um êxtase.
Aurora Boreal

Aurora Boreal Vídeos | 10 vídeos incríveis das Luzes do Norte

Separamos vídeos de Aurora Boreal incríveis, imagens reais da Aurora Boreal ao vivo no céu dos países do Círculo polar Ártico, feitas pelo caçador de Aurora Boreal, Marco Brotto.