Expedição pela Groenlândia: Outubro de 2018

13 fevereiro 2019

ESCRITO POR: MONICA VIANA

A Groenlândia

Venha saber como foi nossa expedição pela terra do gelo, dos Icebergs, do povo Inuit, do urso polar, do frio, do huskie e muitas outras belezas e particularidades. Esta região tem dois nomes, Grønland (terra verde), nome dado pelos dinamarqueses, e Kalaallit Nunaat, que significa “nossa terra” em groenlandês. Para nós é a linda Groenlândia.

A Groenlândia é a maior ilha do mundo e está situada ao nordeste da América do Norte, sendo banhada pelos mares da Groenlândia (leste), pelo oceano atlântico (leste e sul) e pelo mar do Labrador (oeste).

Nos tempos mais remotos da civilização humana, o território que hoje se chama Groenlândia foi a terra de um povo conhecido como paleoesquimó, que antecedem os mais atuais Inuit, tendo povoado as regiões da Rússia, toda a América do Norte e a região da Groenlândia.

A história da Groenlândia é muito interessante. Foi inicialmente colonizada pela Noruega em torno de 984 d. C, e assim o povo Inuit passou a coexistir com os noruegueses que vinham do continente. Posteriormente, entre os séculos XIV e XV as colônias norueguesas foram desaparecendo. Muitos fatores favoreceram o desaparecimento destes assentamentos, entre eles a mudança de clima, erosões, dificuldades na agricultura e na alimentação em geral, além dos conflitos com o povo Inuit.

Entre afirmações e reivindicações de terras que aconteceram no passar dos séculos, Noruega e Dinamarca se separaram, tendo a Dinamarca mantido a Groenlândia como colônia. Portanto hoje, a Groenlândia é uma região autônoma do Reino da Dinamarca.

expedicao-pela-groenlandia

Em 2016, o Marco foi fazer a inspeção da expedição pela Groenlândia. Quando fazemos inspeção de viagens, vamos antes até o local para verificar todo o contexto e planejar o roteiro da expedição com toda as informações e suporte que precisamos. Lembro dele contando que foi uma viagem difícil, vários voos cancelados, tempestade de vento, chuvas, carro atolado, enfim, uma verdadeira expedição ao ártico!

expedicao-pela-groenlandia

E agora, após conhecermos este lugar, nos demos conta de como realmente a natureza é imponente. A natureza da Groenlândia para mim foi a mais imponente de todas que já vi até hoje. Os Inuit, o seu povo de sangue, é um povo guerreiro que todos os dias acorda para uma batalha contra a natureza. O frio, as tempestades, a neve, o solo desnutrido. A escassez de animais e recursos naturais, apesar de ser rica em minérios ao norte. A Groenlândia se alimenta do mar, é este quem fornece o verdadeiro sustento dos que lá habitam além das embarcações que chegam da Dinamarca, pois nada se cria ou cultiva nesta terra.

A expedição pela Groenlândia

O ponto de encontro da viagem foi em Copenhagen pois o grupo estava chegando aos poucos de lugares diferentes. Eu estava partindo de GRU com parte do grupo e o Marco estava indo direto para lá após uma expedição na Lapônia.

Tivemos a oportunidade de passear pelo centro de Copenhagen, jantar e planejar a viagem. Estávamos nos preparando para a próxima etapa: a ida até Kangerlussuaq, cidade que seria nosso ponto base na expedição pela Groenlândia.

Existem duas cidades da Groenlândia com aeroportos capazes de receber aviões de grande porte, um deles fica em Kangerlussuaq e o outro ao sul, em Narsarsuaq. O Marco em sua viagem de inspeção já havia elaborado e estudado toda logística da viagem e decidiu que ali seria o nosso ponto de partida, pois seguiríamos para o norte, afinal nosso objetivo era a visualização da aurora boreal.

Viajamos até Kangerlussuaq pela Air Greenland, companhia que nos surpreendeu pela sua organização e serviço de bordo. Um fato interessante desta parte da viagem é que saímos de Copenhagen as 11 da manhã, e chegamos na Groenlândia as 11:40 da manhã. É uma viagem de 4 horas e voltamos no tempo, ainda havia o dia todo para aproveitarmos. A troca do fuso horário é uma questão curiosa que os viajantes do mundo costumam vivenciar!

expedicao-pela-groenlandia

Kangerlussuaq é uma cidade curiosa e que mantém toda sua beleza “escondida”. Digo isto pois, à primeira vista o que vemos ao redor são algumas construções, alguns containers, uma pista grande para os aviões, outras construções e casas mais adiante e tudo isto rodeado de um deserto avermelhado. Um tanto quanto surreal! Sem contar o nosso hotel, totalmente diferente de qualquer outro hotel que já vivenciamos antes (no bom sentido), claro! Uma experiência e tanto. Mas, ao sairmos para os passeios ao redor da cidade, nos deparamos com as mais lindas belezas naturais. As geleiras e os glaciares.

Descansamos um pouco e seguimos para nosso primeiro tour, iríamos visitar o Ice Cap, a imensa calota de gelo da Groenlândia. Esqueci de mencionar antes que 80% do território da Groenlândia é coberto por uma calota de gelo, sendo considerada uma entre duas das maiores calotas de gelo da terra. É conhecida como “the Greenland Ice Sheet”. Ela pode ser vista de várias cidades da Groenlândia e também de avião e helicóptero. De Kangerlussuaq, a chegada ao Ice Cap é via terrestre, onde podemos perceber apenas uma parte de sua imensidão.

Todos ficamos perplexos com a beleza do lugar. A expedição pela Groenlândia é uma experiência que supera todas as expectativas. Perceber que de repente você está em cima de uma calota de gelo sem fim, é um cenário único no planeta e você está lá. Todos voltamos emocionados e energizados pela oportunidade que tivemos.

A Aurora Boreal e Illulissat

Enquanto estávamos curtindo a alegria do passeio, o Marco já estava estudando os gráficos da aurora boreal. Na verdade sempre que chegamos em uma expedição o Marco desde o início está focado na aurora, estudando os mapas, os aplicativos de tempo, de vento, a região toda, pergunta para as pessoas locais o que elas acham. Tudo para o grupo poder ter a experiência que ele mais ama, a de presenciar o fenômeno da aurora boreal.

Esta viagem estava deixando-o preocupado, pois o clima e as condições do tempo estava mudando constantemente, em um dado momento pareceu que o céu não iria cooperar para que pudéssemos ver a aurora boreal. Mas não foi assim que aconteceu e tudo mudou sim, mas para melhor!

Saímos para ver a aurora boreal todas as noites, tanto em Kangerlussuaq quando em Ilulissat, cidade para onde seguimos posteriormente. Vimos a aurora boreal em praticamente todas as noites, sendo que três noites foram surreais. Foram aquelas noites que a aurora dançou e dançou por horas no céu inteiro, que estava totalmente limpo e iluminado pelas infinitas estrelas.

Lógico que em meio a tudo isso, o Marco já havia escolhido os cenários perfeitos para que pudéssemos aguardar a aurora boreal.

Seguimos viagem para Ilulissat e chegando lá nos surpreendemos mais ainda com a expedição pela Groenlândia. Lugar de beleza sem igual, único em sua simplicidade e exuberância. Ao longo da costa gelada do mar, a cidade se espalha formando um arco íris de casas coloridas, cada uma em seu lugar, todas de face para o oceano e o pôr do sol. As luzes mais lindas do sol são possíveis de vivenciar em um único dia neste lugar. Cada hora inspira um novo suspiro de admiração pelas cores que vão se formando pela cidade no decorrer do dia. É inexplicável! Nosso hotel também não deixou a desejar, todos os quartos tinham uma sacada para presenciar esta vista incrível da cidade beirando o mar iluminado pelo pôr do sol.

Cenários para fotografar

Fizemos vários passeios pela cidade durante o dia, além das navegações em alto mar para termos um contato mais próximo com os Icebergs e as baías ao redor. Fomos de barco até a Rode Bay, o pequeno vilarejo de Illimanaq e passamos pertinho de vários icebergs (claro, tudo dentro da segurança recomendada pelo nosso capitão). O Marco sempre observando os melhores ângulos e os melhores cenários para fotografar, e então nosso capitão nos levava para os lugares que ele escolhia. As fotos ficaram incríveis! O reflexo do sol no gelo dos icebergs e o azul piscina que eles refletem debaixo da água são cores que ficam na memória para sempre.

expedicao-pela-groenlandia

Fizemos refeições deliciosas, nos surpreendemos com o sabor e o capricho na culinária da Groenlândia. Sempre muito bem recebidos nos restaurantes e pelos moradores locais. Nos sentimos em casa! No final da viagem já tínhamos feito amizade com os taxistas, o caixa do supermercado, a moça do restaurante do centrinho entre outros, rsrs.

As noites em que tivemos as melhores visualizações da aurora boreal foram todas em Illulissat. Esta cidade realmente nos acolheu de braços abertos.
Marco escolheu o horário perfeito para irmos em direção a um lugar especial para ver e fotografar a aurora boreal. Momentos depois de chegarmos, a aurora começou devagarinho, apenas um arco ao fundo. Uma hora depois ela estava em chamas no céu, mal deu tempo de nos darmos conta do que estava acontecendo. Foi uma alegria sem fim! Contemplamos muito, afinal é um momento que você não quer perder nenhum detalhe. Qualquer virada do olhar para o lado pode ser desperdiçada e você não quer deixar de ver nenhum feixe da dança da aurora boreal! O Marco contagiou todo mundo com sua alegria em ver a aurora. Todos ficam felizes de poder realizar deste sonho, e ele de poder ajudar as pessoas a realizar este sonho. É uma missão muito mágica né?

Eu já vi a aurora boreal muitas vezes e posso dizer que cada aurora é única. Cada aurora faz você pensar sobre a vida de uma forma diferente. E quanto mais você vê, mais você quer ver! As pessoas ficam com vontade de vê-la mais vezes, em outras cores e outros formatos. Afinal a aurora é livre e infinita, ela pode aparecer como ela quiser, e nunca da mesma forma.

Tivemos a chance de visualizar a aurora através de cenários únicos e imponentes em nossa expedição pela Groenlândia. Aurora e Icebergs, a combinação perfeita! Todos tiraram fotos lindas e o Marco encontrou os parceiros ideais de fotografia ao longo da noite, que fotografaram a aurora das formas mais lindas que vocês podem imaginar. Foi realmente o highlight de toda viagem.

Fizemos também a visita ao Russel Glaciar, outra maravilha da natureza que surpreende pela sua grandeza. Os tons de branco e azul tornam a paisagem um cenário de outro planeta, talvez Venus, contrastando com o marrom da terra, o colorido das pedras e ausência de vegetação, apenas alguns “galhinhos baixos e meio secos”, a famosa tundra. A vontade era ficar lá pelo menos 4 horas fotografando todos os cantinhos daquela cena para nunca mais nos esquecermos de que um dia estávamos ali.

A expedição pela Groenlândia 2018 foi finalizada com total sucesso e com certeza é uma viagem que marcou. Toda uma sequência de fatos sincronizados fez com que esta experiência fosse única e verdadeiramente intensa. Voltamos realizados, especialmente o Marco, por ter tido a oportunidade de mostrar uma aurora tão maravilhosa para todos, e eu por ter proporcionado um pouco de conforto e ajuda ao nosso querido grupo. Obrigada de coração a todos os envolvidos nesta empreitada e já estamos ansiosos para retornar a esta terra incrível que é a Groenlândia.

Gostou do post? Continue acompanhando o blog para mais dicas e informações.

Monica Viana
Monica Viana
Monica Viana, psicóloga, "mãe" de 3 gatos e viajante de carteirinha. Está no terceiro passaporte. Tem um pezinho no Oriente Médio mas se apaixonou pelo ártico nos últimos anos. Já morou em alguns países e fala algumas línguas. Prefere viajar mais de uma vez para um país que amou do que ir para um lugar que não conhece mas que não faz muita questão! Já caçou aurora em todos os países da Escandinávia e no Alaska. É a companheira de viagem de Marco Brotto.

POSTS RELACIONADOS

Aurora Boreal

Aurora Boreal não é coisa só de Adulto!

Tira o casaco… Coloca o casaco… Desce do ônibus… Anda na neve… Sai as 21:00… Volta as 4:00 da manhã… Muitas pessoas pensam que as crianças não aguentam tudo iss
Aurora Boreal

Expedição pela Lapônia: Outubro 2018

Nesta expedição pela Lapônia tivemos a oportunidade de vivenciar experiências únicas e inesquecíveis. A Aurora Boreal nos surpreendeu mais uma vez. Confira.
Alaska

Expedição pelo Alaska: Setembro de 2018

Embarcamos em uma incrível expedição pelo Alaska, com Auroras Boreais surpreendentes. Hoje viemos contar um pouco mais desta experiência. Confira.
Alaska

Aurora Boreal no Alasca: 5 motivos para embarcar comigo nesta expedição

Apreciar a Aurora Boreal no Alasca certamente é uma experiência jamais esquecida. A região tem cenários privilegiados, e paisagens de cair o queixo. Confira.