Expedição Aurora Boreal no Alaska – 7 de Setembro, 2017

ESCRITO POR: MONICA VIANA

Essa expedição foi muito especial, pois abriu a temporada de expedições de aurora boreal no Alaska do segundo semestre do ano. Além isso, ainda era final do verão no ártico, então sabíamos que além da temperatura estar agradável, veríamos paisagens lindas, muito verdes, folhagens amarelas vermelhas e aqueles tons de marrom, típicos da época.

Já encontramos parte do grupo no aeroporto de Guarulhos e sentimos que a energia do pessoal era ótima. Todo mundo empolgado e se enturmando, muitos sorrisos e expectativas. Apesar da jornada até lá ser longa, é um trajeto gostoso de fazer, pois viajar pelos aeroportos dos Estados Unidos é sempre agradável e cheio de coisas para fazer por lá. Então lá fomos nós!

Após um pit stop em Detroit, chegamos em Anchorage. O aeroporto de Anchorage é muito bem estruturado e pratico, então conseguimos logo reunir toda galera, todas as malas (que chegaram sãs e salvas) e logo avistamos nossos amigos e motoristas, Elliot e Craig, chegando com suas vãs. Foi uma alegria imensa revê-los, são pessoas do bem e fazem de tudo para nos sentirmos em casa.

A primeira caça à aurora boreal no Alaska, já no primeiro dia!

aurora-boral-no-alaska-marco-brotto-expedicaoApós muitos abraços e risadas, todos embarcaram nas vãs e seguimos para o hotel. Não estava programada nenhuma caçada à Aurora Boreal neste dia, mas o inicio da chegada de uma grande atividade e  o céu estaria um pouco aberto e o Marco achou melhor sairmos para caçar a Aurora Boreal logo na noite de chegada. Seria arriscado, mas tínhamos que tentar! Afinal estávamos lá para ver a dama da noite, e quanto antes conseguíssemos vê-la melhor.

Então de novo lá fomos nós, após um breve descanso, procurar onde a dona Aurora Boreal estava escondida. Um pit-stop no posto e seguimos viagem.

Estávamos todos cansados, mas animados para ver a Aurora Boreal no Alaska. Só que a atividade de Aurora esperada estava somente no inicio, pelos graficos atualizados só estaria realmente boa por volta das 3 da manhã, e não iríamos aguentar ficar acordados até lá. De qualquer forma, continuamos procurando a dama por algum tempo, e conseguimos apenas encontrá-la sob as nuvens. Com parcial sucesso, retornamos ao hotel cedo, pois estavam todos muito cansados. De qualquer forma valeu a tentativa e o pessoal adorou a saída no meio das planícies do Alaska, como disse a Debora “me senti uma verdadeira aventureira explorando o Alaska“.

Rumo a Talkeetna

No dia seguinte tomamos café no hotel, fizemos uma breve reunião com o grupo falando sobre a viagem e seguimos rumo a Talkeetna. Esse lugar é realmente encantado! Uma vila que parou no tempo, ludica e agradável. E como é diferente sem neve! Muitas flores, árvores, jardins, tudo decorado, enfeitado, nossa, é realmente encantador. Eu particularmente estava bem animada com a chegada em Talky. Lógico que no caminho fizemos uma parada em Wasilla para algumas compras de equipamentos que o pessoal queria e também para dar uma olhada em como são as lojas por lá.

O tempo não estava lá aquelas coisas. Na verdade, a atividade de aurora estava ótima mas o problema eram as nuvens! Mas o Marco estava planejando uma caçada que não tinha como falhar. E de fato assim foi.

Após chegarmos em Talky e nos familiarizarmos com nosso lodge, que por sinal fica na beira do lado Susitna e é incrível, cada um saiu para passear, descansar e conhecer a região. O Marco estava estudando as previsões e os mapas para decidir em qual direção iríamos seguir. Após o jantar e quando o céu estava completamente escuro, lá fomos nós para mais uma caçada à aurora boreal no Alaska!

mega-aurora-boral-no-alaska-marco-brotto-expedicao

E assim fomos estrada afora pelo Alaska procurando as luzes verdes e rosas.

Neste dia rodamos muito em busca de céu aberto. O Marco sabia que a atividade estava ótima, mas estava difícil encontramos algum espaço no céu sem nuvens! Fizemos uma primeira parada com um spot pelo qual já conseguíamos avistar as luzes. Ainda estava fraquinha a dona Aurora, mas já estava chegando! O pessoal se animou e tirou muitas fotos!

A Dora, nossa amiga que mora no Alaska, saiu antes que nós para a caçada, mas logo em seguida falou com o Marco e o informou sobre o grande fog que cobria toda região. Ele me disse que se a pressão melhorasse teríamos uma grande chance, porém seria muito tarde da noite.

Seguimos pela estrada escura rodeada de florestas. É incrível a paisagem rústica do Alaska.

Apesar do cansaço, tínhamos a confiança de que o Marco sabia o que estava fazendo e que estava nos levando em direção certa para a Aurora Boreal.  Mas o fog realmente tomou conta da estrada e até começou a chover. Eu não acreditava que perderíamos tudo aquilo que os gráficos informavam! Alguns quilômetros adiante avistamos um inicio de céu aberto e o Marco achou prudente pararmos por ali e aguardar. Foi a melhor escolha!

Uma magia no céu

Alguns instantes após encontrarmos um lugar seguro para estacionar, lá estava ela, surgindo esplêndida no céu, dançando como uma serpente iluminada – a Aurora Boreal. Eram gritos e risadas e choros para tudo que é lado. Muita emoção! Foi uma das auroras mais lindas que eu já vi. Vimos verdes em todas as tonalidades, roxo, rosa… dançando, parada, surgindo e desaparecendo. Foi lindo. Foram longos minutos de contemplação. Uma mágica no céu, faltam até palavras para descrever tamanha lindeza. Foi muito impressionante ver que em poucos minutos, estávamos sem frog e o céu abriu.

A frase que resume essa noite foi dita pelo Elliot e ficou gravado num vídeo. Referindo-se ao encontro da Aurora e do Marco, disse

– Everytime  he comes here it happens.

-Toda vez que ele vem aqui, acontece isso!

Após o espetáculo!

Voltamos para o hotel perto das 4 da manhã, estarrecidos com o espetáculo que havíamos presenciado. Foi até difícil pegar no sono! Detalhe que na manhã seguinte tínhamos passeio de avião. 😱

Mesmo assim foi na maior animação que acordamos na manhã seguinte, que estava linda, iluminada, muito sol e calor. Sim, CALOR no Alaska! Foi demais! Saímos com casacos leves e soltos e fomos para o centro tomar café num local especial, com muitas guloseimas e que possui uma decoração típica alaskiana. Muito gracinha! E as comidas, meu deus… o pessoal comeu até não querer mais, foi um café delicioso. Muitas risadas e alegria.

Sobrevoando o Denali e explorando Talkeetna

Assim que terminamos nosso café, seguimos a pé para o local onde iríamos pegar o avião para sobrevoar o Denali. Demos muita sorte, pois o voo aconteceria apenas se o céu estivesse aberto. E justo nesse dia o céu estava lindo! Chegamos e já embarcamos nos aviões. A paisagem de início de outono é maravilhosa no Alaska, as árvores apresentam os mais diversos tons de cores, desde o verde mais escuro até o vermelho quase roxo. Você sente como se estivesse em uma pintura. Lindo demais! Todos amaram o passeio, vai ficar para sempre na memória.

aurora boreal no alaska denali

Quando retornamos, tínhamos a tarde livre para passearmos por Talkeetna, fazermos compras, comer e nos divertir. Parte do grupo permaneceu no centro fazendo compras e se divertindo, e o Marco e eu visitamos a Dora e depois voltamos para o lodge para terminar de arrumar nossas coisas. Aém de que, o Marco também queria arrumar as fotos da noite anterior.

Já de noite, fomos comer o famoso king crab e não saímos caçar, pois além de estarmos todos cansados da noite anterior, na manhã seguinte sairíamos cedo para pegar o trem rumo a Healy. Claro que o Marco foi ao Sallon encontrar os seus amigos alaskeanos e escutar as musicas locais.

De trem rumo a Healy

E assim fizemos, na manhã seguinte lá estávamos todos nós prontos na estação de trem super movimentada de Talkeetna. Brincadeira galera, a estação é super simples e tem pouquíssimas pessoas.😁

Tiramos fotos do trem chegando e fomos em direção ao norte! O passeio durou certa de 4 horas, o trem tem muitos lanches, almoço, e a paisagem é linda demais. Riachos, montanhas, árvores super coloridas. Ai ai! Esse Alaska.

Chegamos em Healy e logo fomos para o nosso hotel…e que hotel! Na verdade, não era um hotel, era um lodge, praticamente uma vila no meio das montanhas, com várias acomodações e vários restaurantes, lojas, cafés e etc. É praticamente uma mini vila mesmo! E a paisagem, gente, só fica melhor! Montanhas coloridas, árvores desfolhando, tudo lindo e organizado.

Fizemos nosso check-in e seguimos para nossos quartos. Lugar incrível! Descansamos um pouco e fomos jantar em um restaurante conhecido, onde tem uma réplica do Magic Bus, o ônibus do Alexander Supertramp (os fortes entenderão!). Que jantar MARA. O restaurante é rústico e animado, música boa, atendimento excelente, a comida então nem se fala. Muitas fotos, risadas e até compras na loja do local. Ficamos por lá e depois parte do grupo saiu caçar a aurora boreal no Alaska e parte quis voltar para o hotel. O pessoal que foi caçar viu uma aurora bem fraquinha, mas estávamos todos calmos pois sabíamos que ela voltaria com tudo ainda. Era uma ressaca esperada em razão da explosão solar da noite anterior!

Denali National Park

No dia seguinte após um café delicioso partimos para o Denali National Park. Íamos passar o dia lá! A expectativa de ver a vida selvagem era grande. O tempo estava comum pouco de garoa, mas como faríamos o passeio todo no ônibus, não tinha problema. Porém isso talvez escondeu os bichos, pois só vimos alguns animais durante o passeio, um urso e alguns alces. Mesmo assim o passeio foi incrível pois a paisagem do Denali não tem igual. De tirar o fôlego mesmo! Após um longo dia passeando no parque, retornamos para um breve descanso e fomos jantar num restaurante que a gente adora, que é mega rústico, bem a cara do Alaska. Tem o melhor steak da vida! Comemos até não querer mais, ouvimos música na jungle box, dançamos, ish, maior festa! Saímos de e novamente parte do grupo quis sair em busca da aurora enquanto a outra parte quis voltar para descansar. As previsões das luzes não eram das melhores, então quem estava muito cansado preferiu colocar o sono em dia. O que é muito importante nessas viagens!

viagem aurora boreal no alaska

Em Fairbanks…

Na manhã seguinte partimos rumo a Fairbanks. O Marco já estava bem preocupado, pois já estávamos na etapa final da viagem e ainda faltava algumas das experiências com aurora que ele procura proporcionar em todas as expedições que faz.

Chegamos em Fairbanks e essa noite foi especial, pois o Marco pediu para que os meninos (nossos motoristas, Elliot e Craig) nos levassem para um lugar perto do lago, fizeram uma fogueira, com direito aos marshmallow e tudo, levamos guloseimas, drinks, e lá ficamos esperando a dama, mas o céu estava fechado e chuviscando, então ficamos lá aproveitando nossa companhia e o clima gostoso da noite antes de  voltarmos ao hotel.

No dia seguinte passamos a tarde no Museu de Fairbanks, que é superinteressante. Essa noite prometia, e de fato assim FOI.

O Marco estudou, estudou e estudou a atividade, o céu, tudo, e quando partimos, fomos no lugar certo e na hora certa. Foi SURREAL, a aurora boreal que vimos esta noite! Todos ficaram estarrecidos com tamanha beleza. Eu mesma que já vi muita aurora, não tinha visto uma aurora tão maravilhosa! Que fantástico encontrarmos um lugar seguro para estacionar as vans, e em pleno silencio, ficamos horas contemplando a beleza das luzes. Ela dançou de todas formas e cores possíveis. De todos os lados do céu.

Detalhe que o céu estava fechado em quase toda a região. Trocamos de lugar por várias vezes acompanhando a evolução da aurora. Alguém chegou a dizer que ela quem nos seguia, pois tamanha a assertividade dos locais pra vê-la. Como de costume o Marco Brotto achou o lugar perfeito para a gente ficar. Mais uma missão concluída com sucesso! Foi inesquecível.

Já estávamos no final da viagem e tínhamos mais um dia livre para passeios. Fomos então comprar  equipamentos, quais o Marco usará nas expedições de inverno 2017/2018 e a noite, outra caçada!

O Marco queria uma experiência diferente naquela noite, teríamos a companhia do pessoal de um blog que passou 10 dias na região, vindos do Canadá e ainda não tinham conseguido ver a Aurora em nenhuma noite. Saímos com os 3 veículos e pelo mapa, o Marco pediu aquele lugar e eu por curiosidade perguntei por que, ele respondeu naquele jeitão (TEA WITH ME) CHA COMIGO rsrsrrs.. Continuou dizendo “eu quero reflexo hoje, quero que eles sintam a umidade, o que a proximidade da água vinda do Norte traz”.

 

aurora boreal no alaska entre nuvens

ver aurora boreal no alaska marco brotto

grupo para ver aurora boreal no alaska com marco brotto

aurora boreal no alaska neon

aurora boreal no alaska nas tundras

De repente estávamos em um espaço perfeito, com um céu que parecia ter sido pintado somente para nós. Lá fizemos outra fogueira com marshmallows e ficamos a contemplar a linda aurora boreal no Alaska. Ela apareceu para a gente mais uma vez, linda e esplêndida, dançando e brincando. Escondia-se e voltava. Ficou assim a noite inteira, fez um charminho, mas apareceu verdinha e linda e pudemos nos despedir dela com carinho.

Dia seguinte era dia de voltar. Dia de despedida, de abraços e de declarações. Assim sempre são nossas viagens. Com muita gente feliz voltando para a casa com histórias lindas para contar!

Alaska, we love you. 🏔

aurora boreal alaska

Monica Viana
Monica Viana

Monica Viana, psicóloga, “mãe” de 3 gatos e viajante de carteirinha. Está no terceiro passaporte. Tem um pezinho no Oriente Médio mas se apaixonou pelo ártico nos últimos anos. Já morou em alguns países e fala algumas línguas. Prefere viajar mais de uma vez para um país que amou do que ir para um lugar que não conhece mas que não faz muita questão! Já caçou aurora em todos os países da Escandinávia e no Alaska. É a companheira de viagem de Marco Brotto.

POSTS RELACIONADOS

Aurora Boreal

Quer ver Aurora Boreal? Marco Brotto dá dicas de época, lugares e mais sobre a viagem.

Para ver a Aurora Boreal dançando no céu é preciso muito mais que sorte! Para garantir a experiência, é necessário estar com quem sabe como caçar as luzes, sempre com segurança e conforto.
Alaska

Expedição Aurora Boreal no Alaska – Carnaval, 2017

Esta expedição para caçar Aurora Boreal foi diferente, por vários motivos! Minha primeira viagem com Marco Brotto ao Alaska para ver Aurora Boreal foi fascinante e inesquecível.
Aurora Boreal

Aurora Boreal no Bom dia Brasil com Marco Brotto

Marco Brotto caça Aurora Boreal junto com Bom dia Brasil Em março de 2017 fomos a Noruega gravar a matéria, para a rede Globo. A equipe de reportagem do Bom dia Brasil fez uma linda matéria sobre
Aurora Boreal

Aurora Boreal no Natal e Ano Novo na Noruega – Fim de Ano, 2016

A Aurora Boreal na Noruega é um fenômeno rico, impressionante, que traz uma energia para a alma, uma luz, uma alegria, um êxtase.