Sim, Aurora Boreal na Groenlândia!

ESCRITO POR: MARCO BROTTO

Quando comecei a viajar atrás da Luzes do Norte, sempre procurei ter uma rota das minhas viagens e queria encerrar o ciclo ao caçar a aurora boreal na Groenlândia. A grande ilha, que parece quase do tamanho do Brasil no mapa cartográfico, faz parte do bucket list de 10 de muitos aventureiros.

O meu sonho era conhecer a terra dos Inuit (esquimós), a ilha conquistada pelos vikings é de suma importância estratégica. Ah! Além de ser o local de onde saiu o iceberg que afundou o Titanic!

esquimos-groenlandia

É engraçado, o nome do país é “Greenland”, mas é coberta de gelo? E sim, mais de 80% do território é formado por geleiras e muitas lendas existem sobre isso. Alguns dizem que foi um erro de tradução Gruntland (ou ground land).

Outra teoria diz que Eric, “O Vermelho”, sabendo da existência da ilha, enganou seus companheiros, fazendo-os acreditar que era uma terra fértil. Pois bem, durante o verão as bordas dessa incrível ilha ficam na verdade verdes e há quem diga que  enquanto exilado na Islândia, em seus sonhos, ele avistou a terra verde. Isso tudo por volta do ano 1000 DC.

Caçando Aurora Boreal na Groenlândia

Vamos falar sobre a viagem! Essa expedição foi realizada com o intuito de completar todos os países do circulo ártico e também verificar as condições, regras e normas para que eu possa levar turistas até a Groenlândia de forma segura e devidamente pronto para encontrar a Aurora Boreal. Além da possibilidade de ver aurora boreal na Groenlândia, temos os mais espetaculares cenários.

As formas orgânicas das gigantescas formações de gelo é algo impressionante. A cultura local e o cotidiano dos Inuits nos levam direto a uma volta no tempo, apesar de alguns “esquimós”, das cidades principais usarem motos e celulares.

moradores-groenlandia-viagem-artico-icebergs

Sai de Copenhagem com direção a Nuuk. Lá tive o prazer de me encontrar com dois sujeitos espetaculares: Carlo Mikki e Robert Holmene. Dois artistas que vivem nesse paraíso! Carlo com sua câmera fotográfica nos brinda com espetaculares fotos, e Robert com suas charges é um dos mais importantes artistas da Groenlândia. Passamos uma incrível noite conversando sobre a diversidade cultural Brasil-Greenland.

Em Nuuk, peguei o navio em direção ao Norte da Groenlândia. Não existe ligação terrestre entre as cidades, então ou ia de navio ou de avião. Meus próximos dois dias seriam de uma imersão cultural na Groenlândia moderna.

Na saída do porto, olho em direção à popa do navio e lá estava a linda Aurora Boreal suavemente dançando sobre o horizonte.

O vento era muito forte, estava muito frio e eu estava muito cansado das 2 noites sem dormir direito. Me recolhi e só acordei com a movimentação das pessoas entrando e saindo do alojamento.

viagem-artico-icebergs-groenlandia-epoca

Passamos por várias cidades que parecem de brinquedo! As casas coloridas dão um charme todo especial, em contraste com o branco da neve. Enfim, é tudo muito especial e diferente para quem é do outro lado do mundo. Durante as várias paradas desse navio, que não é de turismo mas sim o meio de locomoção dos nativos entre o norte e o sul da ilha, foi interessante ver toda a movimentação, o trabalho de carregamento e descarregamento de mercadorias e durante a madrugada, ver as pessoas saindo do navio e andando em temperaturas abaixo de -20C…sumindo no horizonte branco.

Outra cena marcante foi ver as crianças brincando de esqui (ski), no quintal de suas casas e no céu a Aurora Boreal marcando presença. Apesar de muito fraquinha foi um momento muito mágico.

Depois de duas noites chegamos a Ilullisat, o berço dos icebergs, local dos glaciais que é patrimônio histórico da UNESCO e era também meu objetivo de viagem.

Chegando em Ilullisat me organizei para ir até meus contatos e fazer os passeios. Quando vou numa expedição de inspeção tenho vários parâmetros e sempre vou até o limite das situações que podem ocorrer durante as viagens com grupos. Assim, acumulo toda a experiência necessária para levar meus grupos com o máximo de segurança, conforte e assertividade. O nosso staff local, exigência da lei, é escolhido a dedo e sabe da minha preocupação com a segurança e cumprimento das leis.

Vamos ao trabalho de inspeção e conhecimento!

Parti sozinho em direção ao berço dos icebergs e da SUPER LUA. A quantidade de nuvens, a fraca atividade solar  e outros indícios me deixaram sem esperanças de ver aurora naquela noite.

A caça à aurora boreal é muito mais técnica e estudada do que as pessoas imaginam. Engraçado que as pessoas que têm a grande sorte de chegar em um lugar e logo vê-la, acham que aquilo é normal, mas não é. É sorte mesmo! E quem não vê, volta pra casa frustrado. São dezenas de casos de pessoas que encontro nas viagens que não acreditam que na noite anterior nós avistamos auroras, mas eles não! De qualquer forma às vezes acontece de não se ver com tanta nitidez ou luminosidade, mas é o fato de achar o melhor lugar possível para que a vejamos à olho nú e para quem ainda não sabe, este é um dos meus objetivos nas expedições.

Quando andava sem nenhuma luz artificial, pela trilha que levava ao centro do local dos icebergs, tive mais um momento de introspecção. Minhas crenças, memórias, conceitos, meus sonhos e todas essas emoções viram um combustível para continuar a caminhada. Sabem que nessa noite, apesar de estar com todo o equipamento fiz apenas uma foto? Daí regulei novamente e cliquei mais umas 3 vezes porém não senti prazer naquele momento. O que estava sendo registrado não passava nem próximo do que eu estava sentindo! Vi aqueles gigantescos blocos de gelo, elegantemente desfilando nas águas geladas indo em direção a baía de Baffin. E como toque especial, havia aquela portentosa lua cheia iluminando nossos caminhos.

Sem dúvida, poderia subir em um daqueles gigantes e viajar nele por dias vendo aquela inesquecível paisagem.

viagem-artico-icebergs-groenlandia-epoca-ver-turismo

No dia seguinte neve, muita neve… não se enxergava o Sol e me restou passear pela cidade, ver as crianças indo à escola, os cachorrinhos no meio da rua e tentar, mesmo com aquele tempo, achar um barco para me levar aos icebergs.

BINGO! Com ajuda dos meus amigos Inuits, parti num batera até os gigantes de gelo!

viagem-artico-icebergs-groenlandia-barco

Icebergs da Groenlândia

Parece que aqueles blocos de gelo têm vontade própria! Eles se moldam, com linhas perfeitas. As formas orgânicas, as imagens que vemos nos blocos, que lembram figuras antropomórficas…aquilo tudo bate na nossa cabeça e você pensa que não é real, será um tipo de LOST ?

icebergs-groenlandia-epoca-ver-turismo-viagem-artico-

Ilullisat é simplesmente um dos lugares mais fantásticos que já vi na vida!

Muralhas, pirâmides, torres, castelos, pontes…nada, nada disso chega aos pés de um colossal iceberg no meio da imensidão do mar e da soberba daquele “pedacinho”de gelo .

viagem-artico-groenlandia-icebergs

Posso dizer que esse momento,  junto com as imagens dos ursos polares na tundra e das auroras boreais, são as imagens mais impressionantes e marcantes das minhas viagens pelo Círculo Polar Ártico.

groenlandia icebergs viagem artico

O passeio que fiz de barco foi algo tão marcante que repeti o passeio no outro dia e por incrível que pareça, parecia outro lugar, nada estava como antes, tudo havia mudado, estava mais frio e o barco batia nos blocos de gelo que estavam congelando, aliás, minhas mãos tambem estavam congelando! É esse tipo de experiência que me dá tranquilidade para escolher os melhores locais e datas para embarcar com meus companheiros de viagem nos grupos que teremos em 2017.

groenlândia icebergs viagem artico

Chegou a hora de deixar Ilulisat e voltar ao continente, mas antes uma conexão em Kangerlussuaq. É uma cidade? Não, é um assentamento, com o maior aeroporto da Groenlândia e passagem obrigatória para grandes voos Acordei cedo e fui até o aeroporto, e ali começou uma saga…

aurora boreal na groenlândia icebergs viagem artico

O voo, de 1h30, estava em espera porque os ventos estavam muito fortes, e o avião era pequeno e sem espaço. Embarquei e dormi. Mas quando acordei, 3 horas depois, ainda estávamos no mesmo lugar! As hélices amarradas e o avião preso ao solo para que não saísse voando com o vento! Então o piloto informa que não poderíamos decolar e se saíssemos dali, o voo será cancelado. Mais uma hora e retornamos ao saguão, informações desencontradas e com certeza meu voo para Copenhagem estava cancelado. Por consequência, perderia meu voo para o Brasil. Em resumo: me FUUUUU. 🙂

Fui deslocado ao hotel e avisado que meu voo seria no outro dia cedo e que eu estaria em lista de espera para Copenhagem. No outro dia, enfim embarquei. Chegamos à Kangerlussaq e veio a notícia de que ficaria 3 noites ali! E então, somente na segunda cedo teríamos voo para Copenhagem, pois os aeroportos estavam fechados e sem voos.

groenlândia icebergs viagem artico

O negócio foi comprar coca zero, batata frita, chocolate e ficar de boa. Não é uma cidade, é um assentamento, mas consegui comprar as coisas e me garanti com internet, pedindo para que do Brasil, colocassem créditos no SIM card que meu amigo Robert havia comprado pra mim em Nuuk.

groenlândia viagem artico icebergs

Esse atraso, na verdade, foi o máximo! Fiquei mais 3 dias na Groenlândia e fiz passeios incríveis pela região. Inclusive conheci um local que não teria pensado em visitar, e que já coloquei na nossa expedição de outubro.

Visitei vários locais, fizemos passeios noturnos, vimos geleiras e também aurora boreal.

Conheci pessoas do local, sentava no bar e as pessoas vendo minha jaqueta com os pachtes vinham conversar e me brindavam com cerveja. Não acreditavam quando eu dizia que moro no Brasil e que já percorri todos os países do Ártico atrás das luzes do Norte. Eles admiram essa vontade nossa de conhecer o paraíso branco deles!

vida selvagem na groenlandia

groenlândia geleiras glaciais

groenlândia geleiras glaciais neve

glacial groenlândia groelandia

Com certeza a Groenlândia estará sempre nos meus próximos roteiros, afinal tudo que envolve o Ártico é fabuloso! Poderia escrever dias sobre esse paraíso, mas como eu sempre digo, precisamos aguçar e usar os 5 sentidos para a experiência ser 100%.

Sentir essa emoção precisa ser completa! Precisamos sentir o poder do frio, a beleza das luzes, olhar a dança da aurora boreal, escutar os barulhos misteriosos do gelo quebrando ou das folhas com o vento e saber que aquele cheiro de lenha queimada é o sinal que foi uma noite tranquila e aquecida.

O Ártico é incrível... já estou com saudades.

Foto do Carlo Miki, meu amigo que mora em Nuuk e que se encontrou comigo lá 🙂

 

Outra linda foto do amigo Carlo Miki. Nos encontramos lá! :
Marco Brotto
Marco Brotto
Marco Brotto tornou-se conhecido como o caçador brasileiro de Aurora Boreal. Já viu centenas de spots de Aurora Boreal em vários locais do mundo, proporciona experiências incríveis para aqueles que o acompanham e possui um espetacular acervo de fotos de auroras.

POSTS RELACIONADOS

Aurora Boreal

Aurora Boreal no Bom dia Brasil com Marco Brotto

Marco Brotto caça Aurora Boreal junto com Bom dia Brasil Em março de 2017 fomos a Noruega gravar a matéria, para a rede Globo. A equipe de reportagem do Bom dia Brasil fez uma linda matéria sobre
Aurora Boreal

Aurora Boreal no Natal e Ano Novo na Noruega – Fim de Ano, 2016

A Aurora Boreal na Noruega é um fenômeno rico, impressionante, que traz uma energia para a alma, uma luz, uma alegria, um êxtase.
Aurora Boreal

Aurora Boreal na Lapônia | O momento de se curvar às forças da natureza

Essa caçada à Aurora Boreal na Lapônia foi movida por decisões certas. A Expedição de Marco Brotto na da Lapônia rendeu ótimas Auroras Boreais!
Aurora Boreal

Aurora Boreal Vídeos | 10 vídeos incríveis das Luzes do Norte

Separamos vídeos de Aurora Boreal incríveis, imagens reais da Aurora Boreal ao vivo no céu dos países do Círculo polar Ártico, feitas pelo caçador de Aurora Boreal, Marco Brotto.